O deputado estadual Agenor Neto recebeu jornalistas no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), na manhã desta sexta-feira (24), em Iguatu, e falou sobre vários assuntos de interesse da região Centro Sul do Estado. Logo cedo, ao lado do prefeito Aderilo Alcântara, o parlamentar participou de uma manifestação para cobrar dos governos federal e estadual, melhorias na saúde, educação e geração de empregos na região.

Durante a entrevista, ele aproveitou a ocasião para reiterar suas críticas ao governo do estado, e cobrou providências para os problemas financeiros enfrentados pelo Hospital Regional de Iguatu. "Já fizemos vários pronunciamentos na Assembleia Legislativa cobrando uma posição do governador do Estado. A nossa região vem sendo discriminada de forma perversa e desumana. O governo manda médicos de avião para atender no hospital regional de Sobral, enquanto a região Centro Sul sofre com a falta desses profissionais. Isso é inadmissível", lamentou.

O deputado também respondeu perguntas relacionadas ao ensino superior na região, e voltou a pedir o apoio da sociedade de Iguatu e dos políticos votados na região, na cobrança da implantação de uma faculdade de medicina e um campus da UFC na região. "Fomos pré-selecionados para receber os cursos de medicina, no entanto, precisamos ficar atentos. Em outra oportunidade, fomos surpreendidos por uma manobra política, e tivemos que esperar mais de um ano", disse.

O prefeito Aderilo Alcântara participou da entrevista, e lamentou as dificuldades para a implantação de um distrito industrial em Iguatu. Ele informou que esteve em audiência com o governador Camilo Santana e cobrou uma parceria do governo. "Precisamos desenvolver a nossa região e criar mais oportunidades de empregos para os nossos jovens. A missão não tem sido fácil. Recentemente estivemos reunidos com o governador Camilo Santana, e pedimos uma contrapartida para adquirirmos um terreno para instalarmos o nosso distrito industrial. A resposta do governo ainda não veio, mas esperamos que ele se sensibilize com esta causa, e aprove a nossa proposta", disse o prefeito.