O deputado Agenor Neto (PMDB) voltou a ocupar a tribuna da Assembleia Legislativa durante a ordem do dia da quarta-feira (13/05) para trazer novamente à pauta os graves problemas que afligem a saúde pública do Ceará. Ele pontuou que a oposição não quer apenas apontar erros, mas levar propostas para o Governo do Estado. "Infelizmente, até agora, o governo não está nos dando espaços para que possamos propor alternativas para a saúde do Estado", observou.

Ao apontar os equívocos cometidos pelo Governo do Estado em relação à saúde, o parlamentar destacou a construção de dois hospitais polos, ao invés de fortalecer as unidades hospitalares dos municípios com menos de 30 mil habitantes. "Não houve planejamento, e nem foi traçado estratégias. E é por isso que chegamos a essa situação tão crítica na saúde do Ceará", disse.

Ao apartear o deputado Leonardo Pinheiro (PSD), Agenor Neto propôs um pacto para discutir a saúde pública do Ceará. "Nós queremos ajudar, mas para isso precisamos ter espaço para o diálogo, e que o Governo do Estado possa tomar decisões rápidas, pois estamos falando de vidas humanas que estão padecendo nos corredores dos hospitais públicos e não podem esperar mais", ressaltou.