Em pronunciamento na Assembleia nesta quinta-feira (14), o deputado Agenor Neto (PMDB) voltou a cobrar melhorias na saúde pública do Estado. O parlamentar lamentou o corte de verbas na área feito pelo Governo do Estado. "Eu entendo que a situação é difícil, mas cortar recursos da saúde, é inadmissível", disse.

O parlamentar lembrou que propôs um "pacto apartidário pela saúde", e protestou pela forma como o governador Camilo Santana se propôs a discutir o assunto. "Conheci o Camilo Santana, hoje governador, secretário de estado, e ele sempre foi de uma conduta diferente dessa que está tomando agora, de não se abrir para o diálogo. Fica aqui a minha indignação", frisou.

Ainda durante seu pronunciamento, Agenor Neto fez um detalhe dos gastos feitos pelo Estado do Ceará na saúde em 2014. "O Ceará investe apenas R$ 310 por pessoa na área da saúde", criticou Agenor. Segundo ele, o estado do Rio Grande do Norte aplicou R$ 367 por pessoa, enquanto Pernambuco investiu R$ 520.