O deputado estadual Agenor Neto (PMDB) recebeu nesta terça-feira (15/09), em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Ceará, a visita de uma comissão de servidores públicos da Justiça do Trabalho, que foram pedir apoio ao PLC 28/2015, que trata do reajuste do salário dos servidores em até 59%. O projeto, de autoria do STF, foi aprovado no Senado Federal e vetado pela presidente Dilma Rousseff (PT).

A comissão, coordenada pelo especialista em Direito e Procurador do Tribunal Regional do Trabalho, Charles Bruxel, fez uma solicitação ao deputado Agenor Neto para que ele pudesse intermediar uma reunião com o senador Eunício Oliveira com o objetivo de discutir as propostas da categoria e a possível derrubada do veto 26/2015 ao PLC 28/2015. “Sabemos da influência política do deputado Agenor Neto e do seu compromisso com todos nós servidores, e achamos por bem procurá-lo para que ele possa reforçar a nossa luta junto ao senador Eunício Oliveira e a outros parlamentares em Brasília”, disse Charles Bruxel.

Durante a reunião, o deputado Agenor Neto voltou a reafirmar seu compromisso em lutar para que a categoria possa ter os seus direitos garantidos, afinal são mais de 120 mil funcionários públicos que há nove anos não tem nenhum reajuste em seus vencimentos. “É um absurdo. A defasagem chega a mais de 70%, se compararmos com a inflação dos últimos anos. Já levamos esse assunto para Brasília, nos reunimos com o senador Eunício Oliveira e com alguns deputados da bancada federal do Ceará, no entanto ainda não houve um consenso para que esse veto pudesse ser apreciado pelo Congresso Nacional”, disse Agenor Neto.