O deputado Agenor Neto (PMDB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta quarta-feira (09/12), para comentar a liberação dos recursos financeiros referentes ao 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste ano, que somam um montante para o Ceará de R$ 173 milhões, distribuídos entre os 184 municípios. Segundo o parlamentar, a liberação desse percentual não vai melhorar a saúde financeira das prefeituras.

"O repasse do FPM aumentou em 1%, mas a arrecadação dos municípios terão uma queda de algo em torno de 4%. Então fica muito difícil administrar um município numa situação como essa. Eu creio que apenas 15% das prefeituras irão pagar a folha de pagamento em dia", disse.

O parlamentar também criticou o fato da atual Defensora Pública Geral do Estado ter cancelado a designação de três defensores públicos para o município de Iguatu, feita recentemente. "Não quero acreditar que isso seja verdade, haja vista que Iguatu não tem sequer um defensor público para atender as pessoas mais necessitadas", pontuou.