A sessão de votação da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CE) teve de ser derrubada nesta quinta-feira (03/12), em virtude da falta de parlamentares na Casa. Entre outras matérias, a Casa deixou de votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 12/2015, oriunda da mensagem governamental nº 7.909, que trata da previdência dos servidores públicos e militares estaduais.

O painel de presença apontava que apenas 20 dos 46 deputados estavam na Casa. Eram necessários 24 parlamentares em plenário para que a votação acontecesse, atendendo ao que determina o Regimento Interno da Casa.

Por conta da ausência de parlamentares da base aliada, a oposição acusou a derrubada da sessão como “manobra” para evitar a rejeição da matéria que, segundo os oposicionistas prejudicava os servidores estaduais. “O trabalhador mais uma vez ia ser prejudicado, e a oposição unida demonstrou toda sua força, obrigando a situação a esvaziar o plenário porque ia ser derrotada”, disse o deputado Agenor Neto (PMDB).