O deputado estadual, Agenor Neto (PMDB), usou a tribuna da Assembleia Legislativa para questionar a proposta do Governo do Estado que obriga as operadoras de telefonia móvel a bloquear o sinal de celular em unidades prisionais do Ceará.

− O Governo do Estado já estava com o sistema pronto para colocar em funcionamento, e de repente manda uma mensagem para essa casa, transferindo a responsabilidade pelo bloqueio de sinais de celulares nos presídios para as operadoras, é muito preocupante − disse.

O parlamentar fez um apelo para que o Governo pudesse assumir suas responsabilidades de implantar os bloqueadores com seus próprios recursos, coibindo o que está acontecendo nos presídios do Estado. 

− Tem presídio no Sertão Central que a administração considera como normal os presos terem acesso a celulares e drogas no interior do próprio recinto. É lamentável − observou.

A proposta, aprovada na sessão plenária da última quinta-feira (10) obriga que as operadoras coloquem os bloqueadores e a multa por descumprimento é de R$ 10 mil por dia.