O deputado Agenor Neto utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta terça-feira (12), para destacar a administração do prefeito de Iguatu, Aderilo Alcântara, e a sua capacidade de diálogo com os servidores municipais.

"Enquanto a maioria dos municípios cearenses teve reajuste de 0%, o prefeito Aderilo decidiu, de forma transparente e participativa, e em diálogo com o sindicato, reajustar o salário dos servidores do magistério em 11,36%, mesmo tendo que assumir as consequências dessa medida", disse Agenor Neto.

O parlamentar voltou a criticar os investimentos do Governo do Estado nos hospitais polos do interior do Ceará. "Não podemos admitir que um único hospital, em Sobral, receba R$ 142 milhões ao ano, enquanto os outros 36 hospitais polos, menos que esse valor. É muito injusto", pontuou. "O Governo Federal liberou uma cota extra de recursos de R$ 113 milhões para o Ceará, e nenhum centavo foi investido nesses hospitais polos que estão agonizando no interior", informou.

Falta de medicamentos

O deputado denunciou a falta de medicamentos nos postos de saúde do interior do Estado. "O Governo centralizou a compra de medicamento dos municípios, desconta das contas do ICM’s, e não repassa os medicamentos, e quem sofre é o cidadão e, por não saber dessa informação, culpa o prefeito do município", lamentou.