Durante um aparte na sessão plenária desta quarta-feira (30), na Assembleia Legislativa, o deputado Agenor (PMDB) demonstrou preocupação com a possível renegociação de dívidas do Estado com a União. O Ceará tem atualmente uma dívida superior a R$ 5,8 bilhões de reais com o Tesouro Nacional e com instituições financeiras públicas, situação que pode leva-lo a aderir ao Plano de Auxílio aos Estados e Distrito Federal que está sendo proposto pelo Governo Federal.

O parlamentar lembrou que o projeto de lei complementar que trata da renegociação das dívidas, caso seja aprovado da forma como foi enviado ao Congresso, trás sérios prejuízos para o funcionalismo público estadual. "Se concretizando essa negociação, vai haver congelamento de salários, impedimento de nomeação de aprovados em concurso público, e até aumento no percentual de contribuição previdenciária do servidor", observou.