O peemedebista lembrou que o Estado não tem distribuído de forma isonômica os recursos nas regiões do Estado, priorizando a região Norte
O deputado Agenor Neto (PMDB) voltou a destacar a situação crítica que enfrenta a saúde pública do Estado do Ceará. O parlamentar informou que a União repassa três vezes mais recursos para o estado de Pernambuco do que para o Ceará. "O governador reclama dos investimentos desiguais do Governo Federal, mas não faz sequer uma cobrança", disse.

O peemedebista lembrou que o Estado não tem distribuído de forma isonômica os recursos nas regiões do Estado, priorizando a região Norte. "O Estado investe quatro vezes mais na região norte do que em outras regiões, como por exemplo a região Centro Sul", pontuou. "É um governo que não prioriza a saúde", completou.

O deputado informou que o Governo do Estado desconta o dinheiro dos municípios para a compra de medicamentos e não repassa de forma integral para os postos de saúde. "Os medicamentos não chegam aos municípios e quem está levando a culpa são os prefeitos. É uma vergonha", afirmou.

Ainda segundo Agenor Neto, é inaceitável que o Governo do Estado gaste cerca de R$ 4 milhões de reais ao mês para fazer a manutenção de quatro tatuzões (máquinas para escavar túneis), enquanto a saúde vive em estado de negligência. "O Governo gasta uma quantia exorbitante para fazer a manutenção desses equipamentos, que não estão servindo para nada, e não tem R$ 250 mil para repassar para o Hospital Regional de Iguatu", destacou.