O deputado Agenor Neto (PMDB) usou a tribuna da Assembleia legislativa, nesta terça-feira (3), para criticar duas mensagens de autoria do Executivo Estadual, em tramitação na Casa em regime de urgência.

A mensagem nº 7.988/16 autoriza o Poder Executivo a contratar financiamento junto à Caixa Econômica Federal no valor de até R$ 90 milhões para contrapartida no custeio das obras do VLT Parangaba/Mucuripe, em Fortaleza.

A outra mensagem, de nº 7.987/16, solicita autorização para contratação de empréstimo no valor de até US$ 350 milhões de dólares para garantir a manutenção do equilíbrio financeiro do Estado. "Esse dinheiro, mais de R$ 1 bilhão de reais, vai servir para pagar juros de empréstimos que foram feitos para a compra de tatuzões, construção de aquário, obras que não tem utilidade nenhuma. E cabe a nós votar aqui a favor de um empréstimo como esse? Vamos taxar o povo cearense de mais juros?", indagou.