O deputado estadual Agenor Neto (PMDB) criticou a ausência de parlamentares da base aliada do Governo para que a sessão ordinária desta quarta-feira (25/05) fosse suspensa.

Segundo Agenor Neto, a atitude dos parlamentares seria para evitar o debate de assuntos que não são de interesse do Governo do Estado. “Chegamos a esta casa antes das 2h da manhã para trazer, de forma democrática, o bom debate dos grandes problemas que existem na saúde, na segurança pública, na educação, na área social, e esse direito nos foi retirado. É lamentável que essa casa se dobre, de maneira vergonhosa, ao Governo do Estado”, disse.

A suspensão da sessão ordinária ocorreu ainda no primeiro expediente, quando o deputado Walter Cavalcante (PP) solicitou a verificação de quórum no momento em que havia apenas oito deputados no plenário. A sessão era presidida pelo deputado Ferreira Aragão (PDT) que acatou o pedido, mas teve que ceder a posição para deputado João Jaime (DEM), membro da Mesa Diretora, que deu prosseguimento aos trabalhos. Insatisfeita, a bancada governista acionou o vice-presidente Tim Gomes, que mesmo sob protesto dos deputados, encerrou a sessão.

Ascom - Deputado Agenor Neto