A Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos, Minas e Pesca da Assembleia Legislativa se reuniu na manhã desta quarta-feira (01/06) para analisar recurso contra o posicionamento do Plenário da Comissão, que negou a Questão de Ordem acerca de requerimento de convocação do Secretário de Turismo do Estado, Arialdo Pinho.

O requerimento, de autoria do deputado Agenor Neto (PMDB) havia sido aprovado pela Comissão na semana passada, mas o vice-líder do Governo, deputado Júlio César Filho (PDT), recorreu, alegando que a matéria já estava tramitando no plenário da Casa, portanto não poderia ser apreciado pela Comissão.

Depois de muitas discussões, o recurso acabou sendo acatado pela maioria do colegiado e foi remetido para a apreciação do Plenário da Assembleia.

O deputado Agenor Neto alega que o trâmite do seu requerimento na Comissão é legal e acusa o Governo de manobra política. “Tivemos o cuidado de pedir a retirada do nosso requerimento do plenário antes mesmo de dar entrada nessa Comissão, portanto essa é mais uma manobra desse governo que quer de todas as formas barrar a vinda do secretário de Turismo a essa casa para explicar porque não renova um simples aditivo de prazo para a conclusão do Centro de Convenções de Iguatu, é lamentável”, disse.