O deputado Agenor Neto (PMDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão plenária desta quarta-feira (31) para esclarecer o episódio ocorrido na semana passada, que culminou em desavenças com o deputado Osmar Baquit (PSD). A discussão envolveu também o deputado Tomaz Holanda, correligionário de Agenor Neto.

"Por dever e compromisso, pelo mandato que exerço, e busco desenvolvê-lo com muita seriedade e coerência, e também tomar posições quando acho que devem ser tomadas, quero aqui pedir desculpas ao povo, aos cearenses que me colocaram nesta Casa. A atitude que tomei na semana passada, realmente, não pode ser repetida", disse.

Agenor Neto ressaltou que nada justifica o que ocorreu durante a sessão, mas pediu uma reflexão para as condutas, em razão de divergências políticas. Para ele, é inadmissível que uma contrariedade possa ser motivo para agressão familiar com palavrões, como alegou ter sofrido. "O deputado não tinha porque agredir com palavras meu pai, uma pessoa que luta pela vida e que é um exemplo para mim", declarou. 

O parlamentar foi aparteado pelos deputados Danniel Oliveira (PMDB), Dra. Silvana (PMDB), Gony Arruda (PSD), Renato Roseno (Psol), Audic Mota (PMDB), Tomaz Holanda (PMDB), Rachel Marques (PT) e Dr. Santana. Todos parabenizaram o deputado pela sua postura.

https://www.facebook.com/deputadoAgenorNeto/videos/1751947585061158/