O deputado estadual Agenor Neto usou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (11), para criticar a decisão do governo federal em destinar recursos de forma igualitária recursos do Fundo de Participação dos Municípios para estados e municípios.

O parlamentar disse que reconhece as dificuldades enfrentadas pelos gestores, mas afirmou que muitos deles não vêm cumprindo com suas obrigações. Na avaliação de Agenor Neto, estados e municípios que atingissem metas teriam que receber valores mais elevados.

“O Governo deveria estabelecer que, no final do ano, o governador ou o prefeito que atingisse metas, seja na saúde, seja na educação, seu estado ou município teria direito ao aumento do Fundo de Participação dos Estados e Fundo de Participação dos Municípios. Acho injusta essa maneira igualitária de recursos”, avaliou. O deputado defendeu mais recursos ao Ceará que, além de manter o pagamento da folha em dia tem investido, sobretudo, em educação.

“O Ceará, estado pobre, paga rigorosamente em dia e tem investido em várias áreas vai receber a mesma coisa que o Rio de Janeiro, que não está fazendo o básico, que é o pagamento de salário dos servidores em dia”, criticou.